Minha Casa Minha Vida beneficia 998 famílias no centro do Rio de Janeiro (RJ)

Mais de 3.900 pessoas foram beneficiadas, nesta segunda-feira (30), no Rio de Janeiro (RJ), pelo Programa Minha Casa Minha Vida, com a entrega das 998 unidades dos Residenciais Zé Keti e Ismael Silva. Os empreendimentos, destinados a famílias com renda de até R$ 1,6 mil (Faixa I), receberam investimento total de mais de R$ 62,8 milhões com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

Localizados no terreno do antigo Complexo Penitenciário Frei Caneca, no Centro do Rio, cada residencial é composto por 24 blocos de cinco andares, com quatro apartamentos por andar, e um bloco de cinco pavimentos com 19 unidades no total. Todos os apartamentos têm área privativa de 43,23m², divididos em 2 quartos, sala, circulação, banheiro, cozinha e área de serviço, com piso cerâmico em todos os ambientes. As unidades estão avaliadas em R$ 63 mil, sendo que 16 delas foram adaptadas para portadores de necessidades especiais (PNE).

Os condomínios contam ainda com centro administrativo, centro comunitário, guarita, pavimentação, depósito de lixo, postos de depósito complementar de coleta de lixo, cisterna, casa de bombas, quadra gramada, playground infantil e áreas livres gramadas.

Atendendo às exigências de qualidade do Minha Casa Minha Vida,  o empreendimento possui infraestrutura completa, com água, esgoto, energia elétrica, drenagem, iluminação pública e disponibilidade de acesso ao transporte público. Além disso, o entorno do empreendimento conta com cinco hospitais, cinco escolas públicas, sendo duas estaduais e duas municipais, creche municipal, Delegacia de Polícia e Academia de Polícia Militar.

Cerimômia de Inauguração

A solenidade de entrega das unidades habitacionais foi realizada no próprio condomínio, à Rua Frei Caneca, Lote 2, centro, e contou com a presença da presidenta da República, Dilma Rousseff e do presidente da CAIXA, Jorge Hereda, e autoridades.

Sonho realizado

Dentre as famílias beneficiadas, encontrava-se a da cadeirante Tania Maria de Vasconcelos, de 50 anos. Acompanhada de sua filha Tayane e a neta Sofia, de um ano e meio, a chefe de família recebeu a presidenta Dilma para conhecer sua nova casa, já mobiliada. A alegria transbordava nos olhos da beneficiária. “É um sonho!”, declarou.

Share Button

Síndicos defendem o diálogo como melhor forma de administrar condomínios do MCMV

Há pouco mais de dois anos, Grasiela Casagrande realizou o sonho da casa própria, mas foi muito além disso. Síndica do Residencial Caiobá, em Curitiba, logo após ter adquirido seu imóvel pelo programa Minha Casa Minha Vida e reeleita para os próximos três anos, ela administra 112 residências. Admite que a tarefa não é fácil, pois há muita falta de conhecimento sobre o funcionamento de um condomínio.????????????????

Continue lendo

Share Button

Graças à união, moradores garantiram o direito à moradia e trabalho

Noite de 10 de janeiro de 2013. Um incêndio atingiu quatro residências na Ponta do Leal, entre elas a de João Luiz De Oliveira, 48 anos, líder da associação de moradores desde 2005. Foram necessários 23 bombeiros e quatro caminhões para conter o incêndio. Ninguém se feriu gravemente. Se não fosse a ajuda dos vizinhos, que fizeram um cordão com baldes d’água para evitar que o incêndio se alastrasse, o saldo poderia ter sido muito pior.

Gão, como é conhecido o líder comunitário, perdeu quase tudo. Intacta mesmo, só sobrou a roupa do corpo. Mais uma vez apoiado pela comunidade, conseguiu reconstruir a casa. Continue lendo

Share Button
Bug da paginação